Com equilíbrio, tudo pode. E, para isso, mesmo Laura correndo e brincando muito, ler o rótulo das embalagens é essencial.

Alimentação: tudo em equilíbrio pode. Basta ler rótulos e fazer opções.

Nós amamos piqueniques deliciosos <3

Nós amamos piqueniques deliciosos <3

Eu sempre tive uma preocupação bem grande quanto ao açúcar entrar na alimentação da Laura muito cedo. Eu sou uma formiga, chocólatra e tive avó diabética. Consegui segurar o açúcar até a Laura completar 2 anos, depois foi impossível e, sinceramente, não vejo porque ser tão radical ao invés de simplesmente equilibrar. Como sempre disse a pediatra da Laura: tudo com equilíbrio pode. E quando eu penso na minha infância…ui! hahahah Ia pra Belém e meus avós me enchiam de “mimos”. Nem 8, nem 80: equilíbrio. Quando eu penso em Belém também, me vem na cabeça meus primos e eu correndo descalços, subindo em árvore e brincando muito. De novo: equilíbrio.

Brincando e gastando energia <3

Laura começou a ir para escolinha com 1 ano e 1 mês, mas no mini maternal não havia lancheira compartilhada pelos amiguinhos. Aos 2 anos já tinha e aos 4 nem se fala (a não ser crianças alérgicas e/ou intolerantes, claro). E é por isso que eu digo que foi ficando mais difícil controlar que o açúcar entrasse na vida dela. A vida social foi crescendo, ela foi tendo mais amiguinhos, conhecendo mais coisas…

Laura ama brincar, correr....

Laura ama brincar, correr….

...e andar de bicicleta e o que mais gastar a energia dela de forma divertida.

…e andar de bicicleta e o que mais gastar a energia dela de forma divertida.

Laura ama correr e brincar ao ar livre. Pracinha, viagens, não importa: ela passa o dia na atividade. Quando viajamos para hotel com recreação, quem me acompanha no instagram sabe que ela se joga na programação e só volta pra mim na hora do banho (daí volta pra jantar com monitores e só volta pra dormir). Vira e mexe vou bisbilhotar e mandar aquele “OI LALAU, OLHA A MAMÃE AQUI” (hahaha) e o que vejo sempre é uma menina feliz correndo, ralando o joelho, fazendo novas amizades e gastando muita energia. Isso permite que ela coma de forma equilibrada, com bom senso.

<3

<3

Em relação à tudo na vida dela: tendo equilíbrio não vejo problema. E acredito que a melhor maneira para controlar esse equilíbrio na alimentação é, sem dúvida, olhar o rótulo dos alimentos que ela consome. Se vejo no rótulo algo que não curto, não entra na boca dela mesmo (o que não quer dizer que ela não possa comer longe de mim na escola – aliás, quem nunca comeu algo escondido dos pais? Ahahhaah). Porém, se eu cuido do principal e mantenho balanceado, problema zero.

 

Ler o rótulo não é bobagem e ajuda demais a equilibrar a alimentação dos pequenos (e a nossa)

Ler o rótulo não é bobagem e ajuda demais a equilibrar a alimentação dos pequenos (e a nossa)

E por conta desse meu controle lendo rótulos que fiquei feliz que meu biscoito recheado preferido desde sempre, Passatempo Recheado, agora está com uma menor quantidade de açúcar (comparado com outros biscoitos recheados), mas com o mesmo gostinho. E não só isso: fonte de zinco, ele está com mais cálcio e menos gordura saturada (eu sou ALOKA da gordura saturada nos rótulos). A porção recomendada é de 3 biscoitos por dia, por criança.

Nós amamos fazer piquenique e nele colocamos um pouco de tudo. Assim como a alimentação da Laura: com equilíbrio. E então é só ter bateria no celular para fotos e vídeos de uma menina que ama correr no gramado e brincar com quem quer que esteja ali para brincar com ela (e nós, pais, somos os primeiros da fila <3).

 

NHAM!!

NHAM!!

#NovoPassatempoRecheado #VamosBrincarJuntos #publieditorial

Comente!