A importância da autodescoberta para o desenvolvimento do bebê (e respeitar o tempo dele)

20161206_150428_red

Sentar: um marco para a autodescoberta!

Depois que acostumei com uma criança praticamente “auto limpante” (não, a Laura ainda não se limpa sozinha quando número 2 e eu ainda ajudo na escovação dos dentes) ficou muito claro o alívio que me deu o marco SENTAR na vida da Julia. Para ela e para mim!

O chão é o mundo do bebê, seja deitado, seja sentado, seja para engatinhar ou começar a andar. Quando deitados, eles exploram os lados, esticam os bracinhos, observam tudo… Mas, no caso da Julia, a irritação chegava certa hora. Sentar mudou tudo. Sentar deu outra perspectiva para ela, outro olhar e, de quebra, deu mais liberdade para mim também.

Deixar a Juju brincando e explorando sentada, analisando as coisas entre os dedos, tocando, olhando atentamente, começando a dar “bundadas” para se locomover, me deu mais tranquilidade. Ela fica bem mais tempo, tem uma ou outra almofada para absorver caso caia e eu consigo trabalhar mais, organizar mais a casa. O mais lindo e legal? Vê-la descobrindo o mundo e testando coisas.

O tempo de cada bebê!

Toda vez que eu posto algum marco de desenvolvimento nas redes sociais, seja de nascimento dos dentes, ou ela estar sentada, ou ela ainda não engatinhar, vejo que nos comentários as pessoas naturalmente falam do estágio de seus bebês, preocupados – ou não – por ainda não estarem no mesmo momento.

Já falei muito isso aqui e sempre respondo nos comentários: cada bebê tem seu tempo. Em relação aos dentes, aliás, a pediatra das meninas sempre disse que quanto mais tarde melhor. Mas há bebês que já nascem com dente, por exemplo. Cada bebê se desenvolve no seu tempo.

Julia é um bebê grande, que nasceu com 52,5cm pesando 4,100kgs e aos 9 meses já tinha tamanho de 1 ano, segundo a curva de crescimento. Por conta disso, ouço muito: “ela já deve engatinhar a casa toda, né?”. Não. Laura engatinhou aos 11 meses e andou aos 1 ano e 3 meses, portanto, não fico preocupada com o tempo da Julia. Não fico estimulando desesperada, apenas “ajudo” quando acho que ela está tentando. Mesmo assim, deixo ela explorar e descobrir sozinha o que ela consegue fazer. Eu respeito o tempo dela, sem pressões.

O bebê e a Autodescoberta!

Deixar o bebê se autodescobrir é importantíssimo para o seu desenvolvimento. Segundo Patrícia Lopes, da Equipe Brasil Escola, a autodescoberta é essencial para a formação da identidade da criança.

Durante o primeiro ano de vida, aproximadamente por volta dos seis aos oito meses, a criança percebe que é um ser separado da mãe, iniciando o processo de construção da própria identidade.

O bebê explora o mundo a sua volta, vivencia sensações, percepções, e por volta dos sete meses, fica fascinado com a experiência de ver sua imagem refletida no espelho. Todas essas vivências dão início à autodescoberta, uma exploração que permite à criança descobrir como seu comportamento repercute no ambiente, fator essencial para que ela se perceba como alguém diferente do outro.” – Patricia Lopes

Julia, 10 meses e a autodescoberta <3

 20161206_150234_red

Quando não está mamando, comendo ou dormindo, Julia está sentada explorando. Recentemente ela ganhou um brinquedo MUITO legal e parecido com um que a Laura tinha; o Fisher-Price® Pilotando com o Cachorrinho. Só que agora conta a tecnologia que “cresce com ela” (já falei dessa tecnologia, a Smart Stages™, algumas vezes aqui no blog). O brinquedo “dura mais” pois tem 3 estágios (Explore, Estimule e Faça de Contas), que mudam o conteúdo de aprendizado conforme o bebê cresce.

Como repito sempre, cada bebê se desenvolve em seu próprio ritmo, e a tecnologia Smart Stages™ lhe dá a possibilidade de selecionar o estágio ideal para seu pequeno. Contém uma variedade de músicas educativas, frases e sons em 3 níveis de brincadeira – basta deslizar o botão para alternar os níveis.

Formas, cores, texturas e autodescobertas!

cmw46-laugh-and-learn-puppys-smart-stages-driver-d-2

Juju atrás do volante: aprendizado e diversão com mais de 90 músicas, melodias e frases. O brinquedo ajuda a aprimorar as habilidades motoras e suas cores, músicas, sons, palavras e frases estimulam os sentidos mais importantes do bebê.

Sabendo como nossos pequenos adoram empurrar, puxar, virar e escorregar, a Fisher-Price®  encheu o painel de botões, dispositivos e funcionalidades. Ao girar o volante, acionar a chave, buzinar, mudar a marcha ou apertar qualquer um dos 4 botões de rádio, os bebês são recompensados com músicas, sons engraçados e frases. Seu pequeno motorista vai aprender sobre números, cores, formas, letras, opostos – e ainda dizer “olá” em inglês. Ele pode brincar usando os dedos para acionar o botão do ar-condicionado/aquecedor, clicar com o direcional, olhar no espelho e ligar as setas. Há 5 pontos de toque com conteúdos educativos que ensinam cores, formas, números, letras e mais.

Deixem seus bebês soltos (com supervisão, claro) para explorar o ambiente, seu corpo, seus brinquedos. Estimule a autodescoberta, respeitando o tempo dele. Você vai se surpreender!! <3

Beijos!

#FamiliaAprendereBrincar #AprendereBrincar #FisherPrice #publi

Comente!

  • Maternidade no Divã

    Muito legal! Sou fã dos brinquedos da Fisher Price pois são muito educativos, de verdade, além de divertidos para as crianças… afinal, criança tem que brincar!!

  • Anna Clara

    Acabou de sair vídeo novo no canal!! Vem correndo que esse vídeo tá muito legal!!

    https://www.youtube.com/watch?v=2CXnxFN_ykg