Letras, números, aprendizado e desenvolvimento.

Apresentando letras e números

 

Recentemente escrevi sobre o benefício da música para bebês e crianças. Um dos destaques no post foi que músicas com “instruções” simples, que ensinam números, cores, partes do corpo ou que imitam os animais ajudam a construir o vocabulário e o raciocínio da criança.

A repetição é algo essencial para o aprendizado das crianças. No caso, falo do aprendizado da Julia já e sei que parece muito cedo. Meu intuito não é que ela saiba contar até 10 ou identificar letras no primeiro ano de vida, claro hahaha Mas apresentar os números e as letras, brincar com isso e comemorar quando ela aperta algo no brinquedo que corresponde a brincadeira que estamos fazendo são estímulos bacanas para qualquer idade.

A orientação para os pais é que reajam de forma natural diante do interesse dos filhos: é preciso estimular, mas sem exageros. É importante, por exemplo, chamar a atenção dos pequenos para a presença dos números no dia-a-dia. “Com exemplos concretos”, recomenda Elza Akama, coordenadora de matemática no Instituto de Educação Pioneiros, em São Paulo. As músicas, os jogos e as brincadeiras envolvendo números também são boa idéia. (Fonte: Revista Crescer)

Letras

Segundo Tizuko Morchida Kishimoto, Professora titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), o contato com diferentes formas de letras em cartazes, propagandas, embalagens, refrigerantes, revistas e jornais auxilia a entrada no mundo letrado. Mais para frente, quando maiorzinha, poder brincar de colecionar, comparar e fazer álbuns com letras, verificar se uma tem perna de um lado ou de outro, partes abertas e fechadas, diferenciar os números são brincadeiras interessantes que se podem.

Ainda segundo ela, brincar de fotografar ou desenhar letreiros, placas de carros, sinais de trânsito, propagandas, visitar um supermercado e verificar sua sinalização e as marcas dos alimentos são interessantes “passeios” para iniciar a criança no mundo dos diferentes textos. Desenhar, pintar, dançar, cantar e imitar a mãe que dá comida ao bebê são outras formas de letramento, textos que enriquecem as experiências das crianças. Nesse percurso, é importante que a criança seja agente, tenha iniciativa e oportunidade de falar, de se expressar e participar do mundo letrado.

Para o bebê, o fato de apresentar as letras e brincar com elas já é um começo para abrir todo esse mundo. Falar a letra para ele, apertar o botão da letra no brinquedo ou esperar que o brinquedo diga a letra é uma forma divertida e lúdica de entrar nesse mundo.

Números

Quando seu filho começa a repetir números, ele está pronto para um contato mais intenso com o mundo da matemática. “A criança começa imitando os adultos”, afirma Katia Smole, doutora no ensino
de matemática. É assim que ela aprende a contar até cinco, depois até dez. E, embora o processo pareça mera repetição de palavras, já existe nele um grande esforço de aprendizagem. “Primeiro, a criança precisa se convencer de que há uma ordem para as palavras – um, dois, três”, explica Katia. Em seguida, ela percebe que cada palavra só pode ser dita uma vez e depois entende que cada uma tem significado próprio, ou seja, está associada a uma quantidade.

E o mesmo das letras eu digo sobre os números: brincar mostrando para o bebê cada número é apresentar esse mundo à ele. Até mesmo quando eles começam a mostrar os dedinhos para dizer a idade (mais perto dos 2, 3 anos), você está ensinando passos básicos da matemática, de quantificar. Não, ele não sairá fazendo contas (hahah), mas já estará mais familiarizado com esse mundo.

Juju testou e aprovou!

Como já ficou claro em todos esses posts sobre desenvolvimento, passo bastante tempo com a Julia no chão, brincando, vendo ela se desenvolver e derretendo de amor. Já escrevi aqui em um post entrevistando a Terapeuta infantil Dra. Regiane Glashan: bastam 30min por dia no chão com seu bebê para gerar muitos benefícios emocionais no desenvolvimento dele. Eu sou grata por poder trabalhar em casa e poder passar mais que isso no chão com elas, mas acredito que 30 minutos é possível até para quem trabalha o dia todo fora, não? VALE CADA SEGUNDO! <3

Uma dica de brinquedo que a Laura teve e a Julia também brinca bastante é o Laptop Aprender e Brincar. Ele se encaixa perfeitamente nessas qualidades de inserção de letras e números que falei acima. Inclusive a ação (apertar) e reação (ouvir e ver o número na tela) que sempre resulta na carinha surpresa do bebê.

Nesse laptop interativo, o bebê pode apertar uma das nove teclas ou barra de espaço para ouvir músicas e frases sobre letras, números, cores e muito mais. Abre e fecha a tampa para ouvir opostos! Uma tela de LED mostra imagens e padrões animadores. Uma alça fina e um design moderno facilitam na hora de levar a brincadeira para qualquer lugar. O laptop inclui a tecnologia Smart Stages, uma nova maneira de a criança aprender conteúdo conforme cresce. Cada bebê se desenvolve em seu próprio ritmo, e o Smart Stages lhe dá a possibilidade de selecionar o estágio ideal para o seu! Há uma variedade de músicas apropriadas para o estágio de desenvolvimento, além de frases e sons nos três níveis, basta deslizar a chave! (Idade recomendada: 6 a 36 meses)

E aí? Bora jogar letras e números de forma lúdica na vida do seu bebê? <3

#FamiliaAprendereBrincar #AprendereBrincar #FisherPrice #publi

Comente!