Movimento de combate à Dengue: juntos somos mais fortes. #NossaCidadeSemDengue

A cidade de São Paulo registrou 1.833 casos de dengue confirmados até a oitava semana de 2015. O número é três vezes maior que o contabilizado no mesmo período de 2014, quando ocorreu 603 casos. No último dia 20 de março foi registrada a terceira morte por dengue na capital paulista em 2015. (Fonte: G1)

Das 645 cidades do Estado de São Paulo, 268 já têm índices epidêmicos de dengue, de acordo com um levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde. Até o dia 12 de março, o Estado de São Paulo registrou 145.731 notificações da doença –56.959 casos foram confirmados, segundo boletim do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado, que utiliza dados repassados pelos municípios. E 38 pessoas já morreram em decorrência da doença (3 delas na capital.) (Fonte: Metro).

A capital e as cidades do interior de São Paulo como Sorocaba e Bauru têm números alarmantes, mas não estão sozinhas: a doença já infectou 224,1 mil pessoas só este ano no Brasil, 162% a mais em relação ao mesmo período do ano passado (fonte: Farmacêutico in Foco). E no mundo? A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que três bilhões de pessoas estejam vivendo em áreas com risco de infecção pela doença, que é transmitida por mosquitos. Anualmente, 50 milhões de casos são registrados no mundo, sendo que 500 mil são considerados graves, e 21 mil resultam em morte. A dengue afeta mais de 120 países e é considerada uma doença negligenciada pela OMS. (fonte: Médicos Sem Fronteiras)

Verão, época de chuvas mais frequentes e intensas, é prato cheio para os mosquitos da Dengue se jogarem na água parada e virarem um risco sério dentro da sua casa.

Com tanto racionamento de água, nessa fase de seca que estamos vivendo, esse risco está aumentando, já que é recomendado (e fazemos isso aqui em casa) armazenar água, (como, por exemplo, encher baldes durante o banho para usar na limpeza da casa – ou na máquina de lavar). O cuidado deve ser dobrado com tanta água “parada em casa” entre o momento em que reaproveitamos/estocamos a água a hora de usá-la para outra coisa.

Então, ao armazenar água, tampe bem o recipiente. É importante que todos se lembrem de que o mosquito da dengue também gosta de água limpinha.

Por ser uma marca voltada à proteção da família há tantos anos, a SBP está agora liderando um movimento de combate à Dengue, que é uma das doenças mais perigosas, transmitidas por um mosquito. Esse movimento de combate e conscientização é de extrema importância e por isso faço questão de divulgar, afinal, a Dengue é uma doença que precisa ser combatida por todos. Não basta apenas a sua casa estar livre do mosquito, se o seu vizinho também não fizer a parte dele,

O objetivo principal do movimento #NossaCidadeSemDengue é fornecer informação sobre a doença e ensinar diversas formas de combatê-la dentro de fora de casa, para que as pessoas FALEM sobre o assunto com seus amigos, vizinhos, familiares, e disseminem a informação. Cuidando para que cada um faça sua parte.

No site www.nossacidadesemdengue.com.br você encontra dicas de como combater o mosquito e a doença dentro da sua casa e pela cidade, além de uma sessão de Mitos e Verdades e imagens para compartilharmos nas redes sociais e ajudar a espalhar mais e mais o movimento. Juntos somos mais fortes e apenas juntos podemos combater a dengue com eficácia.

Vocês me ajudam a disseminar esse movimento e espalhar o bem e a prevenção para todos à sua volta e nas suas redes? <3

MamaesDePrimeiraViagem_Nossacidadesemdengue2

#NossaCidadeSemDengue #SBP

Comente!