#EspecialOrlando – Nossas férias, Parte 1: Reservas, programas, documentação e etc.

#VemNiMimMickey (foto tirada por mim em julho, quando fui meio à trabalho, mas só chorava por sentir falta da minha família...)

#VemNiMimMickey (foto tirada por mim em julho, quando fui meio à trabalho, mas só chorava por sentir falta da minha família…)

Eu não vinha para a Disney – de férias – desde os 12 anos. Em Julho do ano passado vim para Orlando meio à trabalho e sem família. Chorei horrores ao ver a Minnie pensando na carinha da Laura ao vê-la. Chorei todos os dias por não estar com minha pequena e meu marido.

Quando minha cunhada programou a viagem para abril de 2014, ainda era agosto do ano passado. Pensamos se valeria a pena trazer a Laura tão pequena, com 2 anos e 3 meses, mas, depois de falarmos com os amigos, decidimos vir juntos. O que mais ouvimos das pessoas (principalmente meu marido ouviu de outros pais, amigos dele) é que, claro, que a Laura não terá muita lembrança disso tudo mas, que o impacto emocional que essas experiências lúdicas causam já fazem tudo valer a pena. De meses para cá a Laura entrou na fase das princesas (sempre foi louca pela Bela e Branca de Neve), assiste o Disney Chanel e ama alguns personagens da Nickelodeon (que fazem a Parada da Universal e eu só descobri isso em julho hahaha). Claro que ela aproveitará menos do que uma criança de 4 anos, muito menos que uma criança de 7, mas a magia e o lúdico são pontos lindos nessa fase. Eu tenho muito mais lembrança de quando vim aos 7 anos (e tomei café com o Mickey) do que com 12, viajando em grupo…

Comecei a conversar com amigos que tinham vindo com os pequenos e o mundo de “experiências com personagens” se abriu para mim. Algumas das reservas deveriam ser feitas com 180 dias de antecedência, como, por exemplo, o jantar no restaurante Be Our Guest, no castelo da Fera e a tarde de princesa com as Princesas todas! Assim que a passagem foi comprada, passei a entrar no site da Disney e olhar a parte de dining with characters (refeições com personagens) para marcar tudo que faria a Laura se encantar.

Como apenas começaremos os parques amanhã, resolvi fazer esse post de programação pré-viagem para dividir com vocês algumas das coisas importantes para se providenciar em uma viagem para Orlando com as crianças.

– Passaporte: os passaportes devem estar com validade de, no mínimo, 6 meses. Caso seu passaporte vença 5 meses pós viagem, você não poderá viajar. Diferentemente dos Passaportes dos adultos, que valem por uns 5 anos, os Passaportes de bebês de até 1 ano são válidos por apenas 1 ano. Passaportes de crianças de 2 anos valem por apenas 2 anos.

– Visto Americano: O tempo para sair o visto vai depender não só da demanda do Consulado, como do processo que você passará. O visto da Laura foi super rápido e ela nem precisou ir ao consulado porque é pequenina, mas, a madrinha do meu marido teve que comparecer à duas entrevistas e levou mais tempo. Ou seja, aconselha-se só comprar passagem depois de tirar o visto para não passar por correria e aflição de última hora. No site do consulado você encontra todas as informações e faz todo o processo inicial (preenche formulários, paga o boleto, agenda entrevista…). Caso você ou seu filho tenham passaporte europeu (ou de outros países que não precisam de visto americano para entrar nos EUA), você tem que solicitar o ESTA, que é uma autorização para entrar no país. Basta acessar esse link, preencher o formulário, pagar US$ 14.00 e aguardar a autorização.

– Hospedagem: Há quem ame hotéis e há quem ame ficar em casa de condomínio. Eu faço parte da 2ª turma: AMO ficar em casa. Viemos em 10 e alugamos duas casas em um condomínio – Lucaya Village – que, além de lindo e delicioso (com piscina, jacuzzi, fitness center, brinquedoteca, lanhou-se, casas com wifi, máquina de lavar e secar, um lago absolutamente lindo….), tem uma equipe maravilhosa, a Fidelity Vacation Home, composta de brasileiros atenciosos, carinhosos e queridos. Os preços são ótimos (depende de temporada e número de quartos, mas a média é US$ 140.00 a diária) e fica há apenas 10 minutos dos parques da Disney. Inclusive a equipe deles marca esses eventos para os hóspedes, de refeição com personagens à experiência dirigindo Ferrari ou ao lado de um piloto da Nascar e também deixa sua geladeira com tudo que você gosta para que você chegue com tudo lá. O serviço de faxina é a parte. Há quem prefira ficar nos hotéis temáticos da Universal ou nos hotéis da Disney que dão benefícios como Fast Pass nos brinquedos e outras coisas. Eu prefiro o conforto da casa. Regularmente divulgo no instagram as promoções deles (o perfil deles no instagram é @fidelityvh) pois confio demais e adoro toda a equipe. Para saber mais, o site da Fidelity tem mais condomínios e serviços: http://fidelityvh.com/ ou entrem em contato com o Marcio: marcio@fidelityvh.com

Condomínio Lucaya Village: AMO!

Condomínio Lucaya Village: AMO!

Sala da casa de 3 quartos que alugamos para essa vez. Linda demais e super aconchegante <3

Sala da casa de 3 quartos que alugamos para essa vez. Linda demais e super aconchegante <3

Lago com mesas para picnics e uma vista linda... Lucaya <3

Lago com mesas para picnics e uma vista linda… Lucaya <3

– Ingressos: Comprada a passagem, é hora de pensar nos ingressos e nas reservas de atividades, caso vocês desejem. Como ainda não sabemos o quanto de casa parque a Laura conseguirá curtir, preferimos pegar as opções que você pode “pular de parque em parque” no mesmo dia. Ou seja, se estivermos na Universal e a Laura não puder entrar em alguns brinquedos por conta da idade ou altura, podemos ir até o Island os Adventures para o restante do dia.O da Universal chama “Park to Park” e você seleciona quantos dias. O da Disney chama Hopper e engloba todos os parques: Magic Kingdom, Epcot, Animal Kingdom, Hollywood Studios e Downtown Disney, além de ter uma opção para incluir os parque aquáticos também no mesmo pacote. No nosso caso, pegamos 2-day Park to Park da Universal e 3 –days Hopper da Disney. Incluímos o Sea World na programação e meus cunhados, por ficarem maisdias, também incluíram a LegoLand. CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS NÃO PAGAM, basta levar o documento (passaporte) e apresentar na entrada dos parques. Já as atividades, como eu disse acima, principalmente as com princesas e o café da manhã com personagens no Chef Mickey, é importante ver com bastante antecedência. Eu reservei tudo da Disney com 180 dias (6 meses), assim que compramos as passagens. Já o café da manhã na Universal, com Dora, Diego, Minions, Bob Esponja e etc, só abriu possibilidade de reservas 2 meses antes e, mesmo fazendo pelo site, é necessário LIGAR para confirmar dados. No Sea World também marcamos uma refeição enquanto vemos o show da Shamu, mas só acontece em alguns períodos do ano. As reservas eu fiz todas sozinha no site acima, mas há operadoras que fazem. Nossos ingressos foram comprados com a Patricia Lumy, que é maravilhosa e ainda parcela em até 10x. Compramos passagens, ingressos e fizemos os seguros de viagem com ela: patricialumy@gonnatravel.com.br 

– Seguro: Fizemos seguro específico de viagem, para qualquer eventualidade. No nosso caso foram dois: o ISIS , que é o seguro médico e hospitalar e o STOP TRIP, para o caso da viagem ter que ser cancelada por algum motivo de saúde (eles reembolsam seus gastos não utilizados). Tudo com a Patricia também.

– Transporte: Alugamos carro pois gostamos da liberdade, além de gastarmos muito menos assim. Motoristas apenas maiores de 25 anos. Eu alugo com a Happy Tours USA pois as tarifas para brasileiros são ótimas. No nosso caso, a Happy Tours alugou a Hertz, mas existem outras locadoras que alugam por eles também. Você cota e reserva online, sem ter que pagar nada no ato da reserva ou deixar cartão de crédito no cadastro: www.happytoursusa.com

– Aplicativos: tanto a Disney, quanto a Universal e o Sea World têm aplicativos para olhar o tempo de espera das filas dos brinquedos, mapas e etc. O Disney Experience deixa tudo que você reservou organizado: refeições com personagens, Fast Pass+ (para pegar filas mais rápidas)

Amanhã posto sobre os cuidados e preparo no avião e começo a falar das experiências nos parques!

Foto tirada em julho de 2013 quando voltei de Orlando LOUCA para ver os olhinhos da Laura brilhando lá... Chegou a hora!!

Foto tirada em julho de 2013 quando voltei de Orlando LOUCA para ver os olhinhos da Laura brilhando lá… Chegou a hora!!

Beijokas!

Comente!