O “Diário de Amamentação” está cheio de dicas! Vem ver três vídeos pós parto!

<3 (Foto: Publivídeo)

Pouco antes de ter a Julia eu postei aqui meu novo projeto, o “Diário de Amamentação”, em parceria com a Lansinoh. No primeiro vídeo, gravado ainda grávida, eu entrevistei a querida Dra. Ana Lucia Beltrame que esclareceu várias dúvidas minhas que, acredito, sejam de muitas mulheres. Já contei em vários posts aqui no blog sobre minha dificuldade em amamentar a Laura 4 anos atrás. Nesse tempo todo fui angariando mais dúvidas, ouvindo mitos, dicas… Até que iniciei um trabalho como Embaixadora Lansinoh em 2014 e aprendi muito. Desse trabalho surgiu o convite para esse Diário e, desde então, tudo que venho aprendendo eu quero dividir com o máximo de pessoas possíveis. A informação que me faltou 4 anos atrás eu quero é que se espalhe e ajude outras pessoas.

Já gravei 3 vídeos para o Diário desde que a Julia nasceu. No primeiro, abaixo, divido as dicas que têm me ajudado MUITO e que aprendi com a enfermeira obstetriz e especialista em amamentação Miriam Leal (falei bastante dela no primeiro post sobre meu parto normal, a chamando de anja, lembram?). Dicas para otimizar a mamada, ajudando o bebê a não se cansar antes de mamar o que precisa.

Na segunda semana pós parto eu voltei um pouco mais e falei da importância da amamentação na primeira hora de vida do bebê. Essa foto abaixo é da Julia mamando pouco depois do nascimento, ainda no Delivery Room:

Julia pouco depois de nascer <3 (Foto: Publivídeo)

Julia mamando pouco depois de nascer. O colostro é apenas um dos muitos benefícios na amamentação ainda na primeira hora de vida.

Nesse vídeo eu falo também da pega e da ajuda que você pode pedir ainda no hospital para amamentar

Ontem entrou no ar o 4o vídeo, 3o pós parto, onde eu falo das posições, de colocar para arrotar, mostro o gel pad que citei no 2o vídeo e mostro a Julia mamando forte <3

Espero que estejam curtindo. Eu estou amando fazer e dividir tudo isso com vocês.

Vou postando aqui no blog de 3 em 3, mas sempre vou divulgar no instagram do blog cada vez que um vídeo subir no canal de YouTube da Lansinoh.

Beijokas!!

Comente!

  • Marilia Rangel

    Mariana, espero que você veja isso como uma crítica construtiva. Você foi orientada pela sua equipe sobre chupetas e mamadeiras? Vi que a Julia está usando chupeta e queria que você fizesse um post orientando as mães que chupeta e mamadeira são as maiores causas de desmame precoce. Apesar de ter sido sua opção a chupeta, acho que cada um sabe onde aperta l calo, é fundamental que você esclareça isso entre os leitores do seu blog, afinal, você é formadora de opinião.
    Você sabe que, além de causar desmame precoce, a chupeta e a mamadeira também prejudicam a pega e isso faz com que o bebê passe a sugar de uma maneira errada, machucando o seio da mãe. Por favor, considere isso.
    Saúde pra sua família e pra você.

    • Mariana Belem

      Oi querida, Tudo bem?
      Já falei em alguns posts sobre a mamadeira, inclusive foi o que fez com que a Laura desmamasse mais cedo. Na vez da Laura, como já contei, o hospital deu sem me consultar, assim como o terrível bico de silicone que me deram e eu não fazia a menor idéia de que prejudicava a amamentação. Hoje eu sei 🙂 Julia não pegou mamadeira, está no peito e, como eu disse aí nos vídeos, quando ela precisou de complemento (meu leite demorou pra descer pós colostro e não foi uma decisão apenas do hospital, mas conversada com a especialista em amamentação que me acompanha) ela tomou no copinho e não na mamadeira.
      Já a chupeta nós demos apenas como pacifier, ou seja, apenas para apaziguar quando o bicho pega na cólica/gases. Ela não fica mais de 5 minutos com ela, muito menos chupa no horário da noite antes de dormir mais. Obrigada pelo alerta 🙂 bjokas

  • Kelly Mendes

    Mamusa! Também estou esperando o segundo bebê, com uma diferença de 19 anos do primeiro. E agora temos tanta coisinha pra otimizar a amamentação, isso é maravilhoso. No primeiro filho, eu usei um caderninho onde eu controlava o tempo e horário das mamadas, em qual peito tinha mamado por último, porque confiar na memória era impossível. Agora o caderninho é coisa do passado com o smartphone na mão. Você tem dica de algum app bem completinho pra acompanhamento da amamentação?
    Beijo <3