Os dentinhos

E nasceu o 6° dentinho... (Caderno da Joy Paper)

E nasceu o 6° dentinho… (Caderno da Joy Paper)

Acabou de nascer o sexto dentinho da Laura. Olhei atentamente ela rindo hoje e o sétimo já está despontando na gengiva também.

O nascimento dos dente varia muito de bebê para bebê. Minha pediatra diz que quanto mais pra frente melhor, mas o primeiro da Laura nasceu no sexto mês. Tenho amiga que aos 11 meses o filho já tem 10 dentes, outra que o filho começou a ter dente no quarto mês e algumas amigas que, com um ano está nascendo o primeiro. Não há explicação – e também tudo é completamente normal. O mais comum é que  nasça um por mês, a partir do sexto mês. Mas existem casos de bebês que já nascem com dentes e também bebês que demoram muito pra ter dentes e, de repente, meio que nasce tudo de uma vez.

Cada dentinho da Laura causou nela algo diferente. O primeiro foi embaixo e estávamos em Campos do Jordão. Ela, que geralmente acorda por volta das 8hs, acordou às 6hs da manhã e ficou chorosa o dia todo. Assim que ela acordou e ficou gemendo (Laura não dá um pio quando acorda. Só descubro que acordou porque ela se mexe no berço – agora senta e levanta – e eu ouço ela brincando ou batendo no berço), meu primeiro movimento foi colocar o dedo dobrado na boca dela e lá estava a pontinha rasgando a gengiva. Celebramos, aquela coisa toda…

15 dias depois rasgou o do lado. Muita babação mas nenhum “efeito colateral” na pequena. Já os de cima foram bem diferentes. Aquela coisa toda de fazer cocôs com consistência mais molinha e várias vezes ao dia, causando até assaduras, aconteceu. Foram 15 dias, mais ou menos, testando pomada mais forte para aliviá-la, receita caseira e coçando a gengiva dela para aliviar. Esse terceiro dente, primeiro superior, foi o pior de lidar mas, assim que nasceu, tudo sumiu.

O surgimento do quinto e o do sexto dentinhos não causaram nada. O sétimo está despontando e apenas uma babação maior está rolando. Isso e os dedinhos na boca, coçando.

Além de alteração no sono, comportamento (humor) e nas fezes (até diarréia mesmo), outros sintomas super comuns da chegada dos dentinhos são: não querer comer, febre, gengiva inchada (ou branquinha, como ficou a da Laura).

Desde antes de nascerem os dentinhos eu deixava mordedores com ela e fazia higiene na gengiva. A melhor delas é pegar uma gase e molhar na água filtrada (que pode ser feita até 3 vezes ao dia) e limpar a gengiva, a língua e a boca. Outra prática é o Coelhinho, usei bastante também.

Uma boa hora de procurar o dentista (odontopediatra) é depois do surgimento do segundo ou terceiro dentinho. Fale com seu pediatra sobre isso e peça indicações 🙂

Quanto dentinho, Mamai!

Quanto dentinho, Mamai!

Seja qual for a valocidade do nascimento dos dentes do seu filhote, até os 3 anos ele deverá estar com a boca cheinha deles, 10 em cima e 10 embaixo 🙂 O poder desses dentinhos é enorme e deixa marcas. Comece a tomar cuidado com as brincadeiras de morder logo que surgir o primeiro. Meu braço que o diga.. hahahaha

Até a próxima, amorecos 🙂

P.S.- A Mari, do Pequeno Guia Prático Para Mães Sem Prática, escreveu um texto delicioso quando nasceram os dentes da sua Alice. Assim como ela, nós também fazemos o Sisneni (ou o Trigão do dente) quando nasce o primeiro dente do bebê, tradição árabe, trazida para minha vida pela família do meu marido 🙂

Comente!