Paris: destino PERFEITO para os pequenos! – Parte 1

Paris, Je T'Aime!

Paris, Je T’Aime!

Paris tem um papel importante na minha história com o meu marido e planejamos ir para lá com a Laura, para selar nossos mais de 7 anos juntos. Pensei: “ah, vamos para a Disneyland Paris e depois eu procuro o que pode ser bacana com ela”… Comecei a pesquisar em blogs, comprei livros e… QUANTA COISA LEGAL PARA OS PEQUENOS!!!

Quando chegamos na Disneyland, uma amiga querida que morou em Paris, me escreveu: “Quando chegar em Paris, me diga se, depois da Disney, Paris não é o MELHOR DESTINO para as crianças”. Pensei ser exagero dela. Me enganei: PARIS É A CIDADE MAIS INCRÍVEL QUE JÁ FUI COM A LAURA.

Andando a caminho do Jardin du Luxembourg e... hahaha <3

Andando a caminho do Jardin du Luxembourg e… hahaha <3

Daí você fala: “Imagina, olha Miami e Orlando!”. Ok, tirando os parques da Disney, Universal, Legoland, olhe para AS CIDADES de Miami e Orlando: há praças com brinquedos criativos em todo canto? Há estrutura não paga para crianças pelos bairros? Eu só vi muito entretenimento, lugares para comer, praia… Mas não o que eu vi em Paris. Não MESMO. (Estou falando pelos lugares que já fui com ela, viu, gente? Certamente existem outras cidades pelo mundo muito legais para os pequenos, eu apenas não fui ainda hahaha)

Fui algumas vezes à Paris: mochilando, com minha mãe, quando conheci meu marido, mas nunca tinha olhado com olhos de criança. E nunca imaginei que haviam tantos lugares públicos e lindos para elas. Paris, a cidade dos playgrounds e dos carrosséis.

Paris, te amo ainda mais agora.

LIVROS

Adoro!

Adoro!

 Comprei dois livros bem legais, o “Londres e Paris com Crianças” da Thais Caramico (para comprar, clique aqui) e o incrível “Férias em Família: Guia Paris” da séria Guia Folha de SP (para comprar, clique aqui).

Foi explorando esses livros que vi a quantidade de coisas que eu poderia fazer com a Laura. No Guia de Paris, da Folha, TODOS os mapas – tanto por região, quanto o mapa geral no final do livro – têm indicação de onde tem playground. E QUANTOS PLAYGROUNDS!!! Nele também há dicas de brincadeiras (e caças aos lugares) que ensinam sobre o lugar e sua história, há dicas do que fazer, informações divertidas para os pequenos… Enfim, MARAVILHOSO.

Tanto no mapa geral, quanto por região, o símbolo indicando onde tem playground.

Tanto no mapa geral, quanto por região, o símbolo indicando onde tem playground.

Curiosidades e desafios que ensinam a história do lugar: que livro!

Curiosidades e desafios que ensinam a história do lugar: que livro!

 ONDE FICAMOS

Laura Elsa apreciando a vista do apartamento que alugamos, atrás de Les Invalides :)

Laura Elsa apreciando a vista do apartamento que alugamos, atrás de Les Invalides 🙂

Preferimos, assim como em Orlando, alugar um apartamento.  Mais liberdade, mais espaço que um quarto de hotel e economia nas coisas do dia a dia: poder cozinhar, ter uma geladeira para as frutas e tudo mais comprado no mercado da esquina.

Dividi aqui, aqui, aqui e aqui VÍDEOS do apartamento em que ficaram minha mãe e minha sogra, no mesmo prédio que nós. O nosso era menor, esse aqui, com apenas um quarto e a cozinha integrada à sala. Mas a vista era a mesma <3

Alugamos com o brasileiro Roberto, do MeuParis.Com, que aluga já há algum tempo para minha mãe. Para ver todos os apartamentos que ele aluga, clique aqui.

 CARRINHO

Já falei no 1º post sobre a Disneyland e quis falar de novo aqui: muitas das estações de metrô de Paris não têm elevador ou escadas rolantes. Algumas têm longos percursos internos, principalmente quando se faz baldeação. Baseado nisso, optamos por alugar um carrinho prático, que se carrega no ombro dobradíssimo (vídeo que fiz abrindo e fechando ele aqui).

Paris tem uma malha incrível de metrô e, a não ser quando o cansaço bateu umas duas vezes de noite, fomos de metrô para todo canto. Andamos muito também, o que tornou o carrinho indispensável. O BabyZen da Yoyo virou meu sonho de consumo e o atendimento da Baby’Tems foi demais, com entrega na Disney e retirada no apartamento, além de mandar o manual, dicas de cafés e lugares com trocador de bebê em Paris e etc. Pagamos 89 € por 7 dias de uso, via carão de crédito, no ato da reserva.

 

Lugares

Baby’Tems mandou junto com o manual, uma lista de lugares “family-friendly”, não só super receptivos com crianças, mas com estrutura (trocador, comidinhas sem glúten, brinquedoteca (“jouet”) e etc)

querid

Com mapa e tudo! Que arraso!

Alimentação

Muitos dos lugares que fomos tinham “Menu Enfant”, ou menu kids, compostos de 2 ou 3 opções para os pequenos. Não achamos muito onde pedir macarrãozinho, mas, em alguns restaurantes nós pedimos e eles fizeram, mesmo sem estar no menu. Nas opções dos Menus Enfant sempre havia o steak haché (um hambúrguer mais saudável, só que sem pão) com batatas fritas ou purê de batatas, nuggets (“beignets de poulet”) e jabon-frites (presunto com fritas) ou omeletes. Geralmente a sobremesa sugerida era sorvete, mas alguns cardápios tinham frutas.

Duas sugestões de Redes de Restaurante que nos deram para ir com a Laura foram: o Hippopotamus, que serve bife, hamburguer e etc, e Chez Clément (em estilo bistrô, com 3 menus infantis: aqui), mas acabamos não indo à nenhum desses por termos optado por lugares que minha mãe gosta e queria nos levar. Mas, fica a dica pois confio bastante em quem sugeriu os dois lugares 🙂

A vista maravilhosa da Torre Eiffel da mesa em que almoçamos no Les Ombres :)

A vista maravilhosa da Torre Eiffel da mesa em que almoçamos no Les Ombres 🙂

Alguns dos restaurantes que fomos: Fontaine de Mars (Laura comeu massinha na manteiga e legumes), Les Ombres (com vista estonteante pra Torre Eiffel, mas com preço mais salgadinho – Laura comeu peixinho e massinha), nosso amado bistrô Chez Andre (que tem Little Gourmet Menu para os pequenos com opção de salmão com purê de batata e outras opções) e Ma Borgougne, na maravilhosa Place des Voges (que também tem um playground delícia dentro).

Curiosidades

As crianças francesas não têm aula às 4ªs feiras, então prepare-se para filas mais longas e lugares mais cheios nesse dia da semana pois os destinos preferidos dos pais é mesmo atividades em museus e espaços culturais. E não pense que o destino é somente lugares “para crianças”! Os franceses não separam muito as atividades de adultos das das de crianças, por exemplo: concerto de piano, apresentação clássica de ópera e até filme independente são considerados passeios de criança. A criança é introduzida ao mundo cultural super cedo por lá.

 

Em uma livraria, a vitrine destinada ao público infantil: Alexandre O Grande, Einstein, Maria Antonieta e outros personagens (seja história, música ou qualquer outro papel relevante)

Em uma livraria, a vitrine destinada ao público infantil: Alexandre O Grande, Einstein, Maria Antonieta e muitos outros que marcaram a história, a ciência e a música do mundo, retratados para as crianças. A cultura lá é incentivada desde muito cedo.

Paris, ahhhh Paris…

PLAYGROUNGS

Playground na maravilhosa Place des Voges: criativos, modernos e que incentivam a coordenação motora dos pequenos.

Playground na maravilhosa Place des Voges: criativos, modernos e que incentivam a coordenação motora dos pequenos.

Por falar em playgrounds… São incontáveis. Incontáveis e deliciosos. Não eram apenas escorregadores e brinquedões em praças e parques, mas brinquedos com redes, com percursos e partes que estimulavam a criatividade e a coordenação motora da criança. Como mostra a imagem do livro acima, eles estão por toda parte da cidade. Alguns nem estão no mapa por serem mais novos que o livro. Na imagem que mostro, meu dedo direito mostra um em uma praça ao lado da Avenue Breteiul, onde ficamos. Havia um outro logo na praça ao lado, não sinalizada no livro. E ainda há os enormes gramados onde, fosse na hora do almoço comendo, fosse de tardezinha (anoitecia lá pelas 21:30hs nesses dias em que estávamos lá), as pessoas ficam ali deitadas ao sol, lendo, curtindo…

Laura esparramada no gramado em frente ao apartamento que alugamos, na Avenue Breteuil, atrás dos Invalides: sempre com gente deitada, sentada, lendo, namorando ou comendo algo.

Laura esparramada no gramado em frente ao apartamento que alugamos, na Avenue Breteuil, atrás dos Invalides: sempre com gente deitada, sentada, lendo, namorando ou comendo algo.

Uma das praças com parquinho (playground) em volta da Avenue Breteuil: Laura via e já pirava hahaha Todas com placas indicando idades

Uma das praças com parquinho (playground) em volta da Avenue Breteuil: Laura viade longe e já pirava hahaha Todas com placas indicando idades 🙂

Na mesma praça: muito amor.

Na mesma praça: muito amor.

Alguns playgrounds deliciosos: Jardin du Tuileries, Champ de Mars (atrás da Torre Eiffel), Jardin du Luxembourg, Place des Voges, Sacre Couer (antes de subir as escadas ou pelo funicular), Jardin d’Acclimatation e muitos outros espalhados pela cidade toda.

Livre, leve e solta pelo lindíssimo Jardin du Luxembourg <3

Livre, leve e solta pelo lindíssimo Jardin du Luxembourg <3

No próximo post sobre Paris, vou falar e mostrar os passeios e playgrounds que fomos. Farei ainda um 3º post com lugares que ainda iremos <3

Bjokas!

P.S.- Já leu os posts sobre Madrid e Disneyland Paris? Não? Então clique aqui!  <3

Comente!

  • Thatiana Penna de Lima

    Eu disse !!! E vai ter Paris pra qdo a Laura começar a aprender história, sobre castelos, depois vem revolução francesa …ai ai …

  • Marcela

    Que lugares deliciosos pra criança, Mari!!! Aproveitando, esse post me lembrou de Santiago, onde fomos passar o último feriado, na semana passada. Não sei se você conhece a cidade, mas lá além de ser linda, uma cidade super limpa e agradável, tem muitos parquinhos desses ao ar livre… Acho que é um destino super legal pra ir com criança! Tem até uma Kidzania “patrocinada” pela LAN que tem ate um pedaço de avião pros pequenos brincarem!! É um destino que vale super a pena pra família!!

    🙂

  • Elizabeth Vianna

    Posso te fazer uma pergunta indiscreta? Esse restaurante Los Ombres qual a faixa de preço? Queria ter uma ideia… Já ouvi recomendação dele que as carnes são muito boas… Todos os lugares la dentro tem essa vista linda da Torre? Ou tem que reservar o lugar? Muito obrigada!