Saindo de casa…

Pronta pra sair!

Sair de casa com seu bebê requer toda uma preparação. Acabou aquele negócio de “vamos sair?” e ir rapidinho. Hahaha É preciso arrumar a malinha para que não falte nada, mesmo quando se vai só ao supermercado…

Eu tenho três bolsas de tamanhos diferentes. A primeira é para saídas rápidas, a segunda para passar o dia fora de casa (essa aguenta até uns 2, 3 dias) e a terceira para viagens mesmo. Mas vou deixar o assunto “viagem com bebê” para outro post porque, olha, é quase uma mudança. De fralda a berço portátil, o porta-malas é 80% dela hahahaha

Agora quero apenas compartilhar com vocês como eu me organizo para saídas rápidas. Olhando a foto acima, não parece que cabe tudo nessa bolsa, né? Mas cabe sim 🙂

Vamos lá:

– 2 trocas de roupas, sendo um par de meias, um macacão mais quentinho e um conjunto culote (mijão) + body. Esse último para o caso de algum acidente de cocô (que aconteceu logo que saí de casa depois de tirar essa foto);

– Um cueiro para cobri-la no bebê conforto, caso esfrie;

– 4 fraldas. Vai que, ao trocar, ela faz xixi/cocô para cima e já inviabiliza a nova, né? É preciso ter algumas de sobra para não correr o risco de ficar sem;

– Pomada para troca. No meu caso, uso uma americana chamada Desitin, mas é o mesmo que Hipoglóss ou uma que eu adoro, de amêndoas da Welleda;

– Um trocador portátil + fralda de pano para deitar o bebê em cima. Não dá para contar que todo lugar tenha trocador, principalmente na visita às casas das pessoas que, geralmente, acaba sendo na cama/sofá deles. É bom forrar para ter mais higiene para o bebê e também para não sujar as coisas dos outros em um possível acidente;

– Porta Leite em pó e mamadeira para o caso de você demorar mais na rua e chegar a hora de amamentar. Eu encho logo de complemento os 3 compartimentos do porta-leite para não correr o risco de faltar, sei lá;

– Fralda de boca;

– Sacos de higiene da Chicco. Eu descobri esse saquinho em uma revista de bebê e comprei um monte. A caixinha custa R$ 11,90 na loja da Chicco e vem com 50 unidades. O saquinho é perfumado e ótimo pra quando estamos fora de casa e não queremos deixar a casa do outro com cheiro de fralda suja (xixi e, pior, cocô). Inclusive quando a fralda vaza, eu uso um saquinho desse também para embalar a roupa suja, dou um nozinho e guardo de volta na bolsa, sem deixar cheiro nas coisas. Trago para casa sem sujar mais nada;

– Pomada para o bico do seio, para passar depois da amamentação. A minha é Lasinoh, como já citei em outros posts;

– Lenço umedecido para recém-nascido (na foto está dentro de um porta-lenço de pano que ganhei no Chá de Bebê). Os pediatras recomendam que se use o máximo possível o algodão com água para não causar nenhum tipo de reação, já que alguns bebês têm alergia ao lenço. Graças a Deus a Laura não tem. Quando saímos é mais prático ter o lenço umedecido na bolsa do que pedir água num frasco para alguém. Eu continuo usando o de recém-nascido por ser mais delicado para a pele do bebê;

– Um babador para a hora do complemento;

O cueiro eu não levo dentro dessa malinha, mas cubro as perninhas da Laura com ele no bebê conforto. Se estiver calor, coloco em cima do “segura pescoço” dela (foto abaixo).

Bebê conforto com “segura-cabeça”.

Outra coisa que eu gosto de levar, mas esqueci de colocar na foto, é a pequena nécessaire de higiene (a minha é da Safety 1st, que também ganhei no Chá de Bebê). Nela há escova e pente de cabelo, sprayzinho de água para pentear o cabelo, cortador e lixas de unha. Coloco dentro um aspirador nasal (nunca tive que usar, mas vai que, né?) e cotonetes. Dê uma olhada:

Junta isso tudo ao carrinho do bebê,  em que o bebê conforto é acoplado, e estamos prontas para sair de casa 🙂

Até a próxima, amorecos!

Esse material foi produzido para publicação em Veja SP

Comente!

  • Renata Peixoto

    Uma amiga de amiga minha uma vez foi a um retaurante e esqueceu de levar o cueiro. Coitada, o filho c frio e ela desesperada. Improvisou com um lenço do restaurante e teve q voltar pra casa mais cedo.

  • Ana Eliza

    Mari, li sua resposta no meu comentário do seu último post e já me emocionei de novo… Você é uma fofa mesmo!
    Qndo tive minha 1ª filha além disso tb levava sempre: termômetro, remédio de febre, de cólica, dentre outros (tinha até um kitzinho de 1ºs socorros) um cobertozinho mesmo nos dias quentes além das roupas frescas (vai saber, tempo sempre doido), isso para passar uma tarde fora. Meu marido dizia que eu tinha que levar um calmante pra mim tb…. rsrs
    Achei o saquinho de higiene o máximo, vou procurar pra comprar por aqui.
    Ah, minha gestação do Gabriel está maravilhosa, estou entrando na 28ª semana e começando a ficar entalada quando sento no sofá…rsrs
    Beijos, querida. Sempre bom te ler…

    • Mariana Belém

      Querida!
      me lembro bem como é ficar entalada no sofá! Saudades disso! hahaha
      No post seguinte vou fazer a ressalva do termômetro porque vive na minha bolsa e eu esqueci completamente de colocar no post, assim como os remédinhos dela. Obrigada por me lembrar!!

      Beijos, querida!! Que venha o lindo Gabriel, cheio de saúde!

  • Marianna

    Uma amiga minha ficou tão neurótica nas malas que quase esqueceu a bebê haha. JURO!

  • Priscila De Mingo

    hahahaha Mariana do céu… Quanta coisaaaa rsrsrsrs um bebezinho tão pequenininho e toma conta do espaço todo né? No carro, na vida… É incrível… Muito lindo… E precisa ser organizada né? Pra não esquecer as coisas todas… É muitooo detalheee né?? Beijosss

  • laura

    te adoro e te admiro de montão sou sua fã gostaria que vc respondesse a pelo menos um de meus milhares comentarios e recados no twitter quando puder! beijo

  • Angélica Pereira

    Mariana, adoro seus posts! Minha filha é um mês mais nova que a Laura e realmente uma saidinha é uma aventura! Adorei seu “segura pescoço”…Parece bem confortável. Posso perguntar onde você comprou? Bjs

  • Verônica Pavanelli

    Pois bem, na correria para levar meu filhote ao hospital o coitadinho passava por uma crise de sinusite, saímos de casa as pressas e eu esqueci de pegar a malinha que está sempre a postos para qualquer eventualidade. Não deu outra, vomitou dentro do carro. Ainda bem que tinhamos pego um cobertor, além de se sujar por inteiro não tinha uma única peça de roupa para trocá-lo, dale voltar para casa plena 05 da manhã e sair correndo para hospital, de novo! Sempre, sempre deixe a malinha pronta e nunca se esqueça de carregá-la quando sair. O inesperado nos espera. E para constar está tudo bem com nosso Léo.

  • marcia catarina

    hahaha… E assim mesmo, quanto menor o bb, mais coisas agente carrega. E ainda fica aquele pensamento: sera que esqueci alguma coisa? Com o passar dos meses agente fica mais segura e conhece melhor o bb e vai diminuindo a malinha. Minha bb tem 2 anos, mas sempre levo uma mudinha de roupa, fralda e o leitinho dela. Bjo Mariana, bjo na Laurinha.

  • Luana Siqueira

    Mari,

    Aqui em casa é exatamente assim, levamos praticamente as mesmas coisas, com a diferença que ainda levo garrafinha térmica com a água para mamadeira e 6 fraldas ao invés de apenas três, que por experiência, foram para o beleléu e quase fiquei na mão. hahaha

    Não consigo sair com pouca coisa, porque sempre acho que ele pode precisar daquilo que menos espero, rs, então nossa malinha de mão – para sair para pertinho de casa – sai bem cheinha e difícil de fechar.

    É bom saber que existem mães assim como eu, que não querem que seus bebês passem nenhum tipo de perrengue quando estiverem fora de casa!!

    Beijos para você e para a Laura.

  • Graziela Bento

    Minha bebe tem 4 meses e é mto bom ver q nao sou a unica a fazer um vheck list antes de sair de casa… Rs… Levamos quase as mesmas coisas, so a bolsinha q nao, mas vou comecar a levar!!!! Bjus